Screen Shot 2020-10-20 at 2.02.25 pm.png
1/3

Belatrixx é o nome da estrela-mãe do dia de nascimento de Fernanda, mas também o nome de sua mãe biológica - Beatriz. No latim, significa guerreira, também chamada de estrela amazona, cujo mito simboliza as mulheres guerreiras que lutaram por seu espaço e em defesa do bem, sem se entregar e nem nunca desistir.

No carregado e denso céu do inverno amazônico, o que se pode ver é a constelação de Orion – onde brilha a estrela belatrixx – anunciando a chegada das chuvas, época de regar e encher o rio para um novo ciclo. Já no mapa astral das mulheres, sugere atrevimento, audácia e coragem, a personificação da mulher guerreira.

Fernanda Gerdes, manauara de 33 anos, formada em design de produto pela Faculdade Belas Artes de São Paulo, esteve a vida inteira cercada por artes e design em tudo que fazia, como consequência de uma infância altamente criativa. Como as Amazonas, cresceu próxima da floresta e do maior rio do mundo, em contato constante com a fauna e flora amazônicas.

A arte virou amuleto e, agora, profissão. Mais que isso, é para a artista inesgotável fonte de alegria, paz e conexão com universo. É, em sua forma mais simples, trilhar o caminho divino, atravessando os portais da mente, das emoções, do corpo e do espírito. A lógica constatação de que tudo faz parte do universo induz a uma constatação mais profunda: tudo faz parte do ser.

Assim é a busca da Belatrixx: ser e refletir através da arte as relações entre a artista, humana, e o universo, imensurável, ser maior.